• Sissi Semprini

A GRANDE LIBERDADE


A auto estima é um sentimento de valor que uma pessoa tem em relação a si mesma. Auto aceitação + autoconfiança + auto respeito = auto estima = EU SOU

Esses sentimentos acontecem em você. São a base para o despertar de todas as virtudes e todas as invirtudes. E essas informações acontecem desde o berço, desde o nascimento. Nossa postura na vida começa a se delinear de acordo com as informações que recebemos em nossa família. A nossa verdade é a verdade que vivenciamos em nosso contexto familiar. A estrutura ou desestrutura de nossa existência tem seu pilar mestre e suas fundações nas informações familiares. Naquelas que recebemos por conexão e descendência de toda característica dos ancestrais e a que se apresenta verbalizada através da educação recebida dentro de casa.

E dentro de todo esse contexto determinante do fluir de nossas vidas, a medida que crescemos vamos nos identificando com nosso eu interno, que no mais das vezes quer mais ou quer diferente, e por falta de consciência das Leis do universo que atuam em nossas vidas damos abertura ao sofrimento, as invirtudes e as insatisfações diárias. Mas sabemos, precisamos de ajuda, há algo errado comigo. Tenho inseguranças, tenho medos, tenho insatisfações, quem sou eu? O bombardeio emocional é imenso. E damos inicio a nossa busca. Essa busca é pessoal, intransferível e totalmente individualizada. E vamos fazendo buscas empíricas, na base da tentativa e erro. Aceitamos sugestões, experimentamos todo tipo de conglomerado humano principalmente em contextos religiosos, e queremos mais, precisamos do grande encontro. O encontro de mim comigo mesmo. Nesta trajetória, muito se aprende, muito se guarda, muito se perde, muito se despreza, mas o movimento é intenso. E continuamos.

Mesmo quando nos colocamos numa postura de reclusão absoluta as vezes envolvidos pela síndrome do pânico, ainda assim, ha energia de busca em nossa alma. A estagnação é aparente, sempre estamos em movimento. A vida não é estática. Um dia nunca é igual ao outro, a vida muda a cada segundo, e sem nos darmos conta vamos mudando com ela. E a grande liberdade acontece quando saímos de todas as crenças. Quando aprendemos a confiar em nossas escolhas e bancamos o resultado delas. Quando tomamos a responsabilidade total por nossos atos. Quando aprendemos que agradecemos a vida aos nossos pais e nos curvamos para eles sem a menor possibilidade de julgá-los ou questioná-los pelo que quer que seja, que simplesmente agradecemos a vida, que descobrimos a gratuidade no viver.

E a grande liberdade acontece quando percebemos que somos livres, inteiros, plenos em nós mesmos e capacitados dos instrumentos necessários para a efetivação de nossa jornada no atual contexto de vida.

E a grande liberdade acontece quando não tenho mais medo de ser eu mesmo, de ser diferente, de gostar de coisas que outros não gostam, de não me importar com criticas e julgamentos. E a grande liberdade acontece quando sou capaz de estar no mundo para viver as coisas do mundo e providenciar todas as mudanças efetivas e necessárias em mim mesmo. Que a grande transformação da humanidade acontecerá no silencio e na calmaria do grande alem de dentro de cada ser.

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo