• Sissi Semprini

COMPAIXÃO E PIEDADE


Embora pareçam ser iguais, os sentimentos de compaixão e de piedade são distintos. A piedade cria a falsa idéia de que você é melhor. A piedade é um sentimento que vê no outro um ser inferior, uma criatura desamparada e em sofrimento, e provoca a falsa idéia de que se precisa fazer algo por ele ou por ela, por se tratar de alguém de menos valia, incapacitado, infeliz.


A compaixão é um sentimento nobre, que traz em seu olhar o reconhecimento da capacidade do outro, da grandiosidade latente, do Deus interno do outro, que, naquele momento se apresenta com fragilidades, com dificuldades existências, com dificuldades físicas ou mentais, mas é um igual. É um Ser de Luz como você, em manifestação de vida. A compaixão permite que em seu coração haja a percepção de que cada criatura humana esta no lugar que precisa estar para o seu processo evolutivo, adequado as suas questões pendentes, perfeitamente vinculadas a Lei do equilíbrio e do Carma.

A compaixão é o alicerce do não julgamento. Quem se compadece não julga. A compaixão faz com que a chama Trina interna de seu coração se expanda, e a sua Luz entre num estado de calmaria levando conforto, alento, ativando com a energia luminosa o Deus interno do outro, e isto lhe serve de balsamo existencial.

A compaixão é um sentimento tão nobre e tão profundo, que pode ser aplicada em nossa existência no convívio diário com aqueles que estão a nossa volta. Ela nos possibilita ampliar a compreensão da existência, ela nos possibilita enxergar mais intensamente e internamente nossos pais, nossos filhos, nossos irmãos e nossos amigos, e nos possibilita ver, as dificuldades internas de cada um na administrabilidade da vida e na difícil arte de conhecer e conviver.

A compaixão é Divina. A piedade é terrena. A compaixão abraça a alma na energia do enlevo e traz a caricia do colo de mãe. A compaixão nos possibilita ver que tudo é transitório e que nossa essência é pura Luz. E que todo sofrimento na forma humana tem um propósito e pode ser vencido. A piedade te coloca apartado da dor do outro. A compaixão traz em você a consciência de que tudo se interliga e de que a dor do outro também é a sua dor. A compaixão te possibilita oferecer a ajuda na medida certa e da forma correta, sem desrespeitar o núcleo existencial daquele ser irmão em evolução.

Em nossa trajetória humana rumo a ascensão, a compaixão se coloca para nós como a válvula propulsora, sem a qual não é possível fazer a travessia.

!

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo